TRATOGRAFIA

septiembre 11, 2007 at 11:27 am 1 comentario

(Akers D, Sherbondy A, Mackenzie R, Doougherty R, Wandell B – Stanford University – Exploration of the Brain´s White Matter Pathways with Dynamic Query)

1a1a.jpg

As vias neuronais formam uma ampla rede de conexões que compõem a substância branca cerebral. Um único neurônio pode realizar de 1000 a 10000 conexões cerebrais. Atualmente neurocientistas desenvolveram métodos para mensurar e delimitar vias cerebrais presentes na substância branca que interconectam os corpos celulares de neurônios da substância cinzenta com outros neurônios presentes em núcleos subcorticais, núcleos talâmicos, do tronco encefálico, da própria medula espinhal, etc.

O estudo destas vias nervosas presentes na substância branca são essenciais para o diagnóstico e o entendimento de patologias como por exemplo: distúrbios da linguagem, do aprendizado, da fala. Recentemente uma técnica de estudo destas vias, não invasiva tem motivado neurologistas, neurocirurgiões e neurocientistas que almejam um maior entendimento do funcionamento cerebral, trata-se da imagem por tensão difusional ou DTI (diffusion tensor imaging). Esta técnica é baseada no estudo por ressonância nuclear magnética onde a difusão da água percorre as fibras nervosas por seus limites como que marcando as fibras nervosas. A técnica de tratografia por ressonância magnética avalia as fibras nervosas através dos traços da difusão da água revelada por um tensor, conectando pontos e formando a imagem de uma via nervosa.

Claramente, a técnica de tratografia por RM não nos mostra fibra a fibra mas sim um conjunto delas, indicando possíveis rotas nervosas pela substância branca. Os neurocientistas imaginam existir dezenas de milhares de conexões através da substância branca, sendo identificadas apenas centenas delas através da tratografia por RM. Esta moderna técnica não invasiva mostra-se muito relevante no estudo da neuroanatomia, nos esclarecendo diversas interconexões cerebrais até então desconhecidas.

A partir do DTI realiza-se o STT (streamline tracking) para o desenho das vias nervosas presentes na substância branca de acordo com o fluxo de água (difusão). Diversas outras técnicas para obtenção mais fidedigna destas vias vem sendo propostas como por exemplo, o FACT (uma variação do STT) e o TEND (tensor-deflection algorithm) promovendo maior precisão na definição anatômica das vias.

A figura acima mostra os ajustes possíveis na obtenção das informações sobre as vias neuronais: VOI – refere-se ao volume da fibra que interessa ao pesquisador; coloração das fibras para um maior destaque da via; número de fibras; regiões anatômicas.

Com a técnica de STT atualmente utilizada, imagina-se conseguir visualizar 13000 vias neuronais – tratos nervosos que conectam a substância cinzenta do córtex cerebral com outras regiões passando pela substância branca.

A figura abaixo mostra a tratografia realizada por dois métodos: STT (fibras em azul) e TEND (amarelo) – A técnica de TEND além de mostrar as projeções do corpo caloso para ambos os hemisférios cerebrais, revela também suas projeções para ambos os lobos temporais.

Utilização em pacientes neurocirúrgicos

Tumor cerebral visualizado em vermelho.

Tumor (em vermelho) e fascículo longitudinal superior mostrado medialmente (flechas amarelas).

Entry filed under: Documentos de importancia, Documentos en Portugués, Neurobiología. Tags: .

Fisiopatologia do SNC: Conceitos Básicos Mecanismos y vias del dolor

1 comentario Add your own

  • 1. nivaldo isidoro oliveira  |  julio 26, 2008 a las 11:05 pm

    boa noite, sou tecnico em radiologia e trabalho com equipamento de ressonancia magnética, atualmente adquirimos um equipamento da empresa GE marca Excite II e uma workstation onde realizamos a tratografia, infelismente no programa da workstation nao consigo fazer as imagens separadas das fibras tao pouco as color nos sentidos de cada uma, gostaria de saber o nome do programa que vocês trabalham para que possa fazer isso se eu cosigo baixa-lo na internet ou até mesmo onde posso adquiri-lo, obrigado

    nivaldo isidoro oliveira
    Campo Grande – Mato Grosso do Sul
    Brasil.

    Responder

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


La Fundación Anna Vázquez es una entidad sin fines de lucro aprobada legalmente según Personería Jurídica Nº 361/07 CUIT30-71028256-7 Tiene como misión atender las necesidades del niño enfermo de cáncer cerebral y su familia a lo largo de las distintas etapas de la enfermedad. IMPORTANTE: Este es un SITIO DE DIVULGACIÓN CIENTÍFICA, por lo cual contiene imágenes médicas que pueden alterar su sensibilidad
Los artículos puestos a consideración aquí son de carácter netamente informativo y de ninguna manera deben tomarse como consejo profesional, visite a su médico para obtener diagnóstico y tratamiento. Las expresiones aquí vertidas en los comentarios o en los artículos recopilados, son exclusiva responsabilidad de sus autores y no concuerdan necesariamente con las opiniones de quienes formamos la Fundación.

Estadísticas del Web Site de la Fundación Anna Vázquez

  • 11,917,536 personas ya nos visitaron...
septiembre 2007
L M X J V S D
« Ago   Oct »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Archivos de la Fundación Anna Vázquez


A %d blogueros les gusta esto: